Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Power Pixel » Games » Noticias Gamers » "Não haveria Battlegrounds sem H1Z1" declara estúdio de H1Z1

"Não haveria Battlegrounds sem H1Z1" declara estúdio de H1Z1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

everypower

Membro Prata



Recentemente, o IGN EUA conversou com a desenvolvedora Daybreak, responsável por H1Z1, sobre a última atualização game, King of the Kill, e o sucesso implacável de seu competidor, PlayerUnknown's Battlegrounds (PUBG) -- que já está com mais de 10 milhões de unidades vendidas.

Quando perguntei sobre como o sucesso de PUBG afetou o desenvolvimento de H1Z1, o gerente do estúdio, Anthony Castoro, disse que "não haveria Battlegrounds sem H1Z1". Ele continuou, dizendo que "há espaço para esse gênero de jogo expandir", e que acredita que PUBG está "criando uma oportunidade" para H1Z1 alcançar um público maior.


Questionei Castoro sobre o que ele acha que PUBG fez para que tivesse tanto sucesso, e ele relatou que foi uma "oportunidade momentânea" que o game aproveitou após o H1Z1 "ser o pioneiro" no gênero. Ele disse que Daybreak foi "a empresa que realmente identificou uma oportunidade comercial com um jogo que poderia dar certo".

"[PUBG] viu uma oportunidade no sucesso de H1Z1: pegaram um modelo já existente, acharam alguém que soubesse trabalhar com isso e fizeram um trabalho decente com o game, e adivinha? [O modo battle royale] é realmente divertido e envolvente. Então, de uma perspectiva empresarial, é só o caso de uma empresa aproveitando o sucesso do momento."

Castoro disse que H1Z1 já estava "atraindo público e descobrindo como fazer funcionar", mas isso tinha que vir do conceito original de um game survival e não um battle royale. Desde o seu lançamento, a Daybreak diz que diminuiu o aspecto battle royale do jogo, iniciando uma atualização pesada em setembro que resultou no aumento da popularidade de King of the Kill.


Brendan "PlayerUnknown" Greene, criador do mod Battle Royale para Arma e o diretor criativo de PUBG, foi integrado à Daybreak (e posteriormente à Sony Online Network) para ajudar a trazer o seu modo para o H1Z1, que depois seria o King of the Kill. "Acho que houve muito que o Brendan aprendeu", disse Castoro, "porque ele não havia feito games comerciais até então, ele só havia feito mods. Ele aprendeu bastante do ciclo de desenvolvimento de lá, eu acredito. É por isso que eu digo que não haveria PlayerUnknown's Battlegrounds sem H1Z1."

Apesar de Castoro dizer que eles enxergam o sucesso de PUBG como uma "oportunidade para definirem o que eles são e o que faz deles especiais", perguntei se ele estava preocupado que PUBG pudesse sufocar a competição, mas ele disse que não. "Eu não tenho esse medo mais do que CS:GO tem agora," explicou. "O sucesso deles não tem precedentes, e isso está associado ao game, mas também ao gênero."

H1Z1 lançou uma grande atualização no final do mês passado, focando no combate, bem como os planos para o futuro do game -- que inclui a meta de equilibrar as partidas de modo que elas durem mais ou menos 20 minutos.

Fonte
IGN Brasil

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum